Produção de conteúdo_ como usar o formato certo na hora certa?1

Produção de conteúdo: Como usar o formato certo na hora certa?

Planejar a sua produção de conteúdo é algo que não se faz a partir de uma ideia vaga. É preciso saber quais objetivos se pretende atingir com aquele conteúdo específico. Existem certos tipos de conteúdo que têm mais afinidade com cada uma das etapas da jornada do seu consumidor.

Para facilitar nosso raciocínio, temos quatro grandes dimensões para o planejamento de conteúdo. Cada uma delas diz respeito a uma intenção sua com o seu futuro consumidor. São elas:

Educar

Entreter

Inspirar

Convencer

Em cada uma dessas dimensões focamos em aspectos e formatos diferentes de conteúdo. Nem sempre resolvemos tudo com um simples post de blog ou no Facebook. Precisamos pensar além desses formatos triviais. Você vai perceber que existem algumas interseções entre os formatos de conteúdo e as suas dimensões, mas não precisa se preocupar. Vamos ver alguns exemplos?

 

Produção de Conteúdo para Educar

Neste ponto estamos falando de um aspecto altamente racional e que está no início da jornada. Portanto, precisamos criar atração, dar motivos para que as pessoas conheçam a nossa marca. Por isso, é interessante pensarmos em conteúdos que forneçam informações novas para o leitor ou então que apresentem a ele uma nova forma de pensar. Veja alguns exemplos para incluir na sua produção de conteúdo:

  • Artigos
  • Ebooks
  • Infográficos
  • Releases
  • Guias
  • Tendências

Quando falamos sobre educar o consumidor, falamos em dar ao seu leitor recursos para que ele conheça a sua empresa, a forma com que você pensa sobre assuntos relevantes na sua área e também como você trabalha. Garantir bons conteúdos educativos para o consumidor aumenta as suas chances de ter um cliente satisfeito.

Entretenimento e informação

O infotainment é uma das melhores maneiras de conduzir uma boa conversa com o seu consumidor. Jonah Berger já dizia, “a informação viaja em forma de conversa fiada”. Isso é importante para o andamento da sua história. Nesta dimensão, falamos em aspectos emocionais. É interessante ter em mente sempre uma maneira de “distrair sem perder o foco”, ou seja, utilizar temas e linguagem leves para cativar o seu futuro cliente. Alguns formatos utilizados para isso são:

  • Vídeos
  • Artigos
  • Jogos
  • Quizzes
  • Competições
  • Virais*
  • Artigos
  • Ebooks

Fazer um viral não é algo simples, ninguém pode dar garantias totais de que o conteúdo publicado vai viralizar. Às vezes isso pode se tornar um enorme tiro no pé. As expectativas do público com conteúdos virais são muito altas e quando não as cumprimos, criamos uma sensação de dívida com o nosso público.

Como criar inspiração?

No ano passado nós falamos sobre os MOI, os Moments of Inspiration, tema da palestra do Andrew Davis no Content Marketing World 2014, e como eles são valiosos para o andamento de qualquer planejamento – não só os de marketing. Existem algumas formas de fazer isso e nem sempre elas estão fortemente atreladas a um formato. Porém, alguns deles podem favorecer este fluxo.

  • Depoimentos de influenciadores
  • Reviews
  • Fóruns
  • Widgets
  • Eventos
  • Avaliações

Como estamos em uma direção orientada para a venda do seu produto e que também ainda está em uma etapa emocional, precisamos manter as coisas bastante leves para não parecer um discurso forçado. A inspiração precisa ser genuína.

Como convencer alguém?

Existem maneiras diferentes de se convencer uma pessoa a fazer alguma coisa: porque você quer ou porque ela quer. Qual das duas lhe soa mais simpática e interessante? Como você gostaria que acontecesse com você mesmo? É muito melhor quando a decisão é natural e que seja totalmente motivada pela pessoa que irá receber algum benefício dessa relação. Não há nada mais desconfortável do que fazer as coisas à contragosto.

  • Estudos de caso
  • Demonstrações interativas
  • Vídeo-demonstrações
  • Relatórios e whitepapers
  • Especificações de produto
  • Avaliações
  • Eventos

Lembre-se, estamos falando de uma dimensão guiada pela razão e com intenção de compra. Precisamos ser extremamente transparentes aqui. Não há espaço para ladainhas ou qualquer outra coisa que possa entrar no seu caminho para vender o seu produto ou serviço. Porém, faça isso da maneira mais sutil possível, de forma a oferecer dados relevantes para quem está do outro lado.

E você, como lida com a sua produção de conteúdo? Já usou algo parecido com estas dimensões?

Caso você queira facilitar seu planejamento de produção de conteúdo, use o modelo que deixamos de presente!

 

Modelo de Planejamento de produção de conteúdo para funil

Luísa Barwinski

Fundadora da MOT Digital e professora. Desenvolveu estratégias online para clientes dos mais diversos setores nos últimos 10 anos. Mestre em marketing, com ênfase no comportamento do consumidor, busca compreender como as marcas podem melhorar o relacionamento com o seu público em meios digitais.

Você também pode se interessar por

4 Comentários para “Produção de conteúdo: Como usar o formato certo na hora certa?”

  1. Salve ! muito bom artigo panoramico…
    o quadrado mágico q vc propõe é muito completo.
    estive criando ferramenta gráfica semelhante
    para o curso de roteiro. saluti, RomanBRuni.net

    Responder

Responder