fbpx
Pular para o conteúdo

Mobile Marketing: o espaço que todos querem

Algumas notas a destacar: A maior parte desse texto foi escrito em um smartphone, durante uma semana corrida. Aqui em Juiz de Fora – MG, durante essa correria, não pude deixar de notar, que a cada 2 pessoas dentro do ônibus, uma tem um celular. E para finalizar: o app do WordPress para Android é muito bom!

Mobile Marketing: o espaço que todos querem

A primeira interação de Mobile Marketing, que me lembro, foram as lojas de roupas e acessórios. Quem nunca pegou a mamãe se sentindo super importante quando recebeu uma SMS dizendo:

“Querida, chegou a coleção nova. Tá um arraso! Você vai vir aqui ou quer que o motoboy leve algumas pra sua casa?”

Subway, Nike, Chiclets, Axe e algumas outras empresas já utilizam o M-Marketing a um bom tempo e tem alguns cases de sucesso. A Nike, em 2008, fez uma ação na qual os fãs tiravam fotografias de qualquer coisa e enviavam via MMS para um shortCode. De acordo com a cor predominante na foto, era gerado um tênis e enviado para o cliente. Até comprar o modelo era possível.

Na Espanha, em 2007, a prefeitura de Barcelona disponibilizou um guia turístico da cidade, e distribuiu através de vários dispositivos Bluetooth em pontos estratégicos. Até as eleições entraram nessa onda: o “Obama Mobile”, aplicativo para quem queria se manter informado sobre o candidato e ainda existia a possibilidade de convidar amigos pra visitar a mobile site.

Vemos que o Mobile Marketing abrange uma serie de alternativas, de SMS, MMS, Bluetooth, Wi-fi, Aplicativos…

Mobile Marketing e Mobile Advertising

Há quem diga que existe uma diferença entre Mobile Marketing e Advertising. O Mobile Marketing é ligado às ações que envolvem interação com o cliente. Já o Mobile Advertising, ações ligadas à veiculação. Portanto, eles se completam.

As empresas já percebem a importância desse segmento. Na correria do dia-a-dia, o Mobile Marketing permite à marca interagir com o cliente  a qualquer momento e lugar. Com o avanço da tecnologia e principalmente dos smartphones, mais e mais alternativas vão surgindo.

Aplicativos de receitas, catalogos de coleções, cardápios, revistas, blogs. O design responsivo (adaptar o layout do site a qualquer display), já começa a ganhar atenção especial (e crucial).

O corre-corre de cada dia nos da uma sensação única: não ter nada pra fazer em determinados momentos. Primeira reação? Mão no bolso e fuçar no smartphones, tablets, mp3, games de bolso  etc. O desejo/objetivo/desafio das empresas é buscar um espaço nesses aparelhos.

Mobilize-se já!

2 comentários em “Mobile Marketing: o espaço que todos querem”

  1. Pingback: Cibridismo, adeus offline - Social41

  2. Pingback: Microtédio, em busca dos segundos de atenção | UB House

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.